Consultoria de estilo, Estilo

Roupa para mulher de 30 anos

Roupa para mulher de 30 anos

A maioria das minhas clientes da consultoria de estilo está na faixa dos 30 anos, e assim como eu, elas também acreditam que a indústria da moda não sabe fazer e vender roupa para mulher de 30 anos.

Preciso começar dizendo que não acredito que tenha “roupa de adolescente” ou que alguém esteja velha demais pra usar o que gosta, mas a roupa para mulher de 30 anos é diferente, e se você nunca parou pra pensar nisso (independente da sua idade), logo vai entender porque.

Roupa para mulher de 30 anos

Se você ainda não reparou, vale a pena pensar no seu shopping favorito e lembrar das lojas que tem lá. Provavelmente tem lojas de esportes (onde você vai se quiser comprar uma camiseta para ver os jogos da Copa do mundo), lojas de roupas de grávidas, lojas de roupas de criança, lojas de brinquedos, livrarias, lojas de calçados, lojas de roupas masculinas e lojas de roupas femininas.

Dentre as lojas de roupas femininas, pode ter uma loja de roupas de festas (como casamentos e formaturas), e algumas lojas com um estilo mais definido (roupas mais sensuais, mais modernas, mais esportivas e com roupas “de trabalho”), além das lojas de departamento, que costumam ter um setor feminino para cada área dessas, e você vai no setor que tem o seu estilo, ou o tipo de roupa que quer ou precisa.

Quando eu conheço uma cliente nova da consultoria de estilo, eu penso em que lojas aqui no RJ ou na cidade dela (em caso de clientes da consultoria de estilo online) que a gente vai fazer a etapa de compras, porque eu já conheço o estilo e o corpo da cliente, e já sei que tipo de roupa ela usa e precisa comprar, e é por isso que as lojas tentam definir um estilo específico (para atender a um público específico), ou ter peças mais variadas, como as lojas de departamento.

Na última empresa que eu trabalhei (em 2015), eu fiquei 9 meses na área de Marketing, e como era uma uma empresa de moda, eu aprendi muito sobre o outro lado do que eu já tinha aprendido durante a formação em consultoria de estilo, ou seja, eu descobri que assim como a consultora de estilo pesquisa as marcas que servem para as clientes, as marcas também “escolhem” as suas clientes, seja por classe social (por causa do valor das peças e localização), por estilo ou por idade.

Quando a gente fala de “roupa para adolescente”, é provável que você pense em calça jeans, camisetas com frases engraçadinhas, cropped com barriga de fora, tênis, moletom, shortinhos curtos, muita cor… mas isso não significa, em hipótese nenhuma, que quem não é adolescente não possa usar nenhuma das peças. Eu mesma, tenho 37 anos e uso TODOS os itens que citei aqui nessa lista. E como eu visto PP e 34, fico com cara de adolescente (parecendo mais nova) FÁCIL!

Mas quando a gente pensa em roupa para mulher de 30 anos, você consegue pensar nessa mulher trabalhando, bem arrumada, com roupas de qualidade e bom caimento (coisas que a gente começa a valorizar com o tempo), e talvez até tenha referências de famosas de 30 anos que se vistam como você gostaria de se vestir… mas na hora de encontrar essas roupas nas lojas, cadê?

Onde comprar roupa para mulher de 30 anos?

Como roupa não tem idade, existe roupa para mulher de 30 anos em qualquer tipo de loja feminina. Isso é fato! Dependendo do estilo das minhas clientes, eu levo elas em lojas que tenha roupas mais clássicas, mais modernas, mais ousadas, mais sensuais, mais alternativas, mais básicas, mais jovens… mas a maioria dessas clientes têm dificuldade na hora de comprar roupa sozinha porque tem dificuldade em montar looks com aquelas peças oferecidas nas lojas.

No texto de sexta-feira, por exemplo, eu falei sobre como deixar o moletom mais interessante. O moletom sozinho pode parecer uma peça simples, coisa de jovem, e até mesmo esportivo demais. Mas, dependendo da forma como ele é usado, ele fica com outra cara.

A mesma coisa acontece com peças ditas “de trabalho”, como calças de alfaiataria, blazer, camisas de tecido plano e scarpin, que também podem virar “roupa de passeio”, se coordenadas com as peças certas. Usei fotos de famosas na faixa dos 30 anos para ilustrar esse texto porque cada uma tem um estilo diferente, e tem uma vida “normal”, apesar da profissão, e por isso, também usam todo tipo de roupa.

Existem peças que parecem estar em falta no mercado em geral, como camisas lisas, de cores mais neutras e mais compridinhas, pra barriga não ficar aparecendo, de tecido plano. Culpa disso, em parte, é da moda, que trouxe o cropped com tudo, e culpa da ideia bizarra que se tem de que as mulheres querem sempre parecer mais novas do que são.

A mulher de 30 anos não é mais adolescente, mas também não é velha. Ela não trabalha apenas, mas sai à noite para a balada, passeia no shopping, vai a restaurantes e bares, e precisa ter opção:Usar roupa “de adolescente”, ou usar roupa para mulher de 30 anos, que independente da ideia que cada mulher nessa faixa etária tenha do que isso seja, está cada vez mais difícil de achar.

Quando as minhas clientes falam sobre roupa para mulher de 30 anos, elas querem uma roupa que elas pareçam ter 30 anos, e não uma adolescente ou uma senhora! A forma de usar as roupas pode ajudar MUITO, e é assim que eu ajudo às minhas clientes, mas seria maravilhoso que as marcas entendessem que nem toda mulher quer parecer mais jovem, e que não é só adolescente que passeia ou vai pra balada! As mulheres de 30 anos merecem mais opções de lojas e roupas!

 

Facebook Comments

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *