Dress code

Roupa de trabalho: O que vestir de acordo com o grau de formalidade

Roupa de trabalho: O que vestir de acordo com o grau de formalidade

Uma das principais demandas das minhas clientes da consultoria de estilo é referente à roupa de trabalho e ao dress code profissional, porque além da importância de estar adequada ao ambiente de trabalho e de cuidar da imagem profissional, a maioria das empresas não tem um dress code muito definido (ou é algo implícito da profissão, mas sem regras claras), e é difícil conciliar a imagem profissional ao estilo pessoal.

Se você sabe que tipo de dress code a sua empresa e/ou a sua profissão exige, esse guia pode te ajudar:

O que usar numa empresa muito formal

Nesses ambientes, a sua imagem deve transmitir seriedade, sobriedade, credibilidade, maturidade, solidez, honestidade, e assertividade. Eu sei que são características que todos os profissionais de todas as áreas devem ter, mas são as características PRINCIPAIS desse tipo de dress code. Uma advogada pode ser criativa, mas antes de tudo, ela precisa parecer honesta e séria. Então, ao invés de usar roupas que vão mostrar que ela é criativa, ela precisa usar roupas que demonstrem características que são mais importantes para o cliente ou o juiz.
Esses conceitos, assim como o conceito de conforto e sensualidade, por exemplo, variam de pessoa pra pessoa, mas convencionou-se que alguns elementos ajudam a passar essa imagem mais facilmente:

• Modelos clássicos e elegantes de terninhos e tailleurs em cores neutras escuras (preto, azul marinho, grafite e marrom), lisos ou em risca-de-giz, de corte estruturado (nada de peças molengas). Atenção: a modelagem destas peças pode variar e ser um pouco mais moderna, com uma carinha atual, mas sem uma interferência exagerada da moda. Por baixo, camisas em cores lisas e discretas (a branca é um clássico).
• Sapatos fechados (nada de sandálias), de preferência de salto, em couro, e em cores neutras.
• Bolsas e pastas estruturadas, em couro liso e cores neutras e discretas.
• Acessórios comedidos e mais clássicos.

O que usar numa empresa formal

Em empresas formais, a ideia é transmitir seriedade, credibilidade, maturidade, mas com um toque de receptividade. É um ambiente menos “sisudo” que o das empresas e áreas muito formais. Como o grau de formalidade cai um pouco, a rigidez das cores e dos elementos também cai.

• Terninhos e tailleurs em tons médios ou escuros (preto, marinho, grafite, marrom chocolate, café, cinza médio), deixando os tons claros para as ocasiões mais informais, ou quando não tiver reuniões com clientes e fornecedores, por exemplo. Você pode usar os lisos, em risca-de-giz ou tecidos com texturas discretas, de corte estruturado (ainda precisa evitar as peças mais fluidas).
• A modelagem pode ser um pouco mais moderna, com alguma informação de moda e detalhes interessantes.
• As camisas e blusas podem ser em cores um pouco menos sisudas, porém ainda devem ser discretas. Também já é permitido usar peças com estampas mais sóbrias.
• Os sapatos devem ser fechados, de preferência de salto.
• As bolsas e pastas devem ser estruturadas, em couro lustroso e cores discretas.
• Bijuterias e acessórios continuam sendo discretos nesse nível de formalidade.

O que usar numa empresa semi formal ou semi casual

Em empresas com dress code misto vale o bom senso e considerar o seu cargo e a área que trabalha (umas são mais formais que as outras), mas já é permitido inserir um pouco de criatividade à imagem profissional. Para ficar semi formal ou semi casual, misture elementos dos dois tipos no mesmo look. Se estiver de calça jeans (escuro e sem lavagem), use uma camisa social ou blazer. Se estiver com uma calça de alfaiataria, pode usar uma camisa estampada, ou mais colorida, etc.
• Aqui ainda valem os terninhos, mas em tecidos um pouco mais esportivos ou com texturas e estampas, para quebrar um pouco a sisudez.
• As modelagens podem ser mais modernas e menos estruturadas.
• Aqui vale usar camisa ou blusa sem o blazer, “desconjuntar” os conjuntinhos, usar jaquetas no lugar do blazer, cores mais vibrantes (nos detalhes) e mais estampas e texturas.
• As bolsas já podem ser em material mais flexível e em cores variadas.
• Os sapatos continuam sendo preferencialmente fechados, mas também vale usar sapatos sem salto, como mocassins, docksides e sapatilhas.
• As bijuterias e acessórios podem chamar um pouco mais a atenção, dando um toque de cor ao visual.

O que usar numa empresa casual

Empresas, cargos e áreas mais casuais permitem mais criatividade e uma influência maior da moda, mas a ideia é parecer uma profissional criativa, jovem, dinâmica, e não uma mulher criativa. A sua roupa precisa remeter à imagem profissional sempre, sem chamar mais atenção que você e nem parecer desleixado.
Os acessórios já podem ser maiores e mais coloridos, assim como a bolsa e os sapatos podem falar mais sobre o seu estilo pessoal.
A lista do que é proibido fica limitada às peças que não são bem-vistas em ambientes corporativos em geral, como transparências, brilhos e decotes, sem esquecer do item principal, que é o bom senso.

Quando eu trabalhei no marketing de uma empresa de moda praia, eu fui trabalhar várias vezes de shorts jeans. A gente costumava brincar que nos 50 graus do Rio de Janeiro, a gente podia ir trabalhar de biquíni para fazer propaganda da marca enquanto estava trabalhando. A empresa era super informal, e tinha quem fosse trabalhar até de chinelo havaianas ou de top cropped. O Rio de Janeiro é quente e informal, e a empresa permitia isso. Mas a advogada da empresa estava sempre de calça e camisa social, porque a profissão e a área dela exigiam isso. Ela não poderia ir no sindicato ou na justiça do trabalho de jeans, porque não condizia com a imagem que a profissão dela pede.

Como inserir estilo à roupa de trabalho?

Qualquer que seja o dress code da empresa que você trabalha, é importante avaliar o todo sempre, e tentar inserir um pouco de estilo à roupa de trabalho – que é uma das maiores demandas do meu trabalho como consultora de estilo. Dá pra obedecer ao dress code e ao seu estilo ao mesmo tempo, porque existem várias cores, tecidos, modelagens e modelos de uma mesma peça. Basta saber a imagem que quer passar e o que é importante pra você e juntar esses elementos aos elementos básicos que não podem faltar à sua roupa de trabalho.

Se quiser ajuda, entre em contato: priscila@vestindoautoestima.com.br

Facebook Comments

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *