Cuidado com as roupas

Como organizar o guarda-roupas

Como organizar o guarda-roupas

Organizar o guarda-roupas é uma atividade demorada e que dá trabalho, mas vai te ajudar a lembrar de roupas bacanas que você tem (e não usava), além de ver que precisa se desfazer de peças que não vão usa porque já não combinam com o seu corpo ou com a sua rotina.

Mês passado eu falei (leia aqui) sobre como a organização do guarda-roupas pode ajudar a diminuir o tempo que você gasta ao se vestir e favorece o seu estilo. Vale a pena dar uma lida antes de começar a organização!

Como organizar o guarda-roupas

Eu sempre falo nos meus textos e para as minhas clientes que não existe certo e errado na moda, porque eu realmente acredito nisso. E quando o assunto é organização de guarda-roupas, a ideia é a mesma: Não existe certo e errado e nem uma fórmula ideal que funcione para todo mundo. Tem quem prefira separar as peças por tipo (camisetas, camisas de botão, regatas, etc), por cor ou quem ache melhor setorizar o guarda-roupas e separar as peças de trabalho das roupas de passear, o que eu particularmente acho que é ruim, mas isso depende do seu estilo pessoal e do grau de formalidade e dress code da sua empresa, entre outros fatores.

Tente não rotular demais as peças, para que você consiga ter mais possibilidades. Uma calça de linho “de trabalho” pode ser uma opção de passeio se você coordenar com uma camiseta de malha ou uma sandália rasteirinha, por exemplo. Nesse texto aqui eu dou dicas para diferenciar roupa de trabalho e de passeio que podem te ajudar a entender melhor como suas roupas podem se multiplicar!

Independente do jeito que você prefere, ele tem que facilitar a sua vida e fazer você perder menos tempo na hora de se vestir. Não adianta deixar o guarda-roupas todo bonito, separado por cores em degradé se na hora de se vestir você pensa em outras características como a modelagem, o tecido, se precisa de uma blusa que não amarrote ou em algo que dá pra usar com um sutiã específico, etc. Vamos às dicas:

Que roupas devem ficar dobradas?

Camisetas, blusinhas e vestidos de malha e viscolycra, tricôs, cardigans de malha e peças de jérsei devem ser guardadas dobradas, porque a trama desses tecidos é sensível e o peso delas mesmas faz com que a modelagem deforme e se estique quando elas ficam penduradas, “puxando” pra baixo e fazendo bicos de cabide nos ombros, e deixando as peças mais longas no comprimento e afuniladas na largura, as costuras fora de lugar, e eu sempre digo que roupa que dura menos é dinheiro jogado fora!

O que pendurar no cabide?

Mesmo que o seu guarda-roupas seja pequeno, evite pendurar mais de uma peça em cada cabide, porque vai dificultar você ver tudo que tem e que você lembre das peças que estão embaixo das outras, escondidinhas.

As peças que devem ser penduradas no cabide são as que amassam com mais facilidade e as de tecido plano, e não esqueça que as peças feitas de tecidos que esticam, como a malha podem deformar, e por isso devem ficar dobradas. Para saber o  tipo do tecido: Os que não esticam quando a gente puxa as duas pontas em direção oposta é tecido plano, e os que ‘deformam’ e crescem quando a gente estica é malha.

Se você não sabe diferenciar tecido plano e malha, veja esse texto aqui.

Veja outras dicas na hora de pendurar:

Camisas: pendure com uns quatro botões fechados, contando o colarinho;
Calças jeans: pendure pelo cós ou dobradas pela metade;
Calças de linho, crepe, seda e couro: pendure em cabides com presilhas, para não marcar;
Saias e vestidos de tecido plano: coloque em cabides com presilhas;
Paletós, blazer e jaquetas: pendure abotoados, para não deformar.

Facebook Comments