Consumo Consciente

Quanto custa o outfit?

Quanto custa o outfit?

Provavelmente você viu o vídeo ou algum meme sobre o vídeo que mostra “quanto custa o outfit”, mas se você não viu, vou resumir e explicar porque valeu uma edição especial nesse sábado frio, já que os textos sempre rolam aqui às segundas e quintas (fica de olho!!).

Nos dois vídeos, o repórter para algumas pessoas (na grande maioria jovens e adolescentes) e pede que eles falem a marca de cada item que estão usando e o valor, para falar quanto custa o outfit, que significa traje, em inglês.

Esses vídeos viralizaram e chocaram porque a maioria desses jovens está usando um outfit com preço de um carro, e eu resolvi falar sobre isso aqui porque muita gente veio perguntar a minha opinião sobre isso, já que eu sou consultora de estilo.

O que é roupa cara?

Num país em crise e um percentual assustador de pessoas desempregadas, ver um menino que ainda não tem 18 anos ostentar um relógio de 30 mil reais é sim motivo para fazer a gente pensar em valores, mas não no valor do relógio e sim nos nossos valores pessoais e nos valores que passamos para as nossas crianças.

A consultoria de estilo não é um estímulo ao consumismo, e muito menos um incentivo a comprar apenas roupas caras e de marca, e também não se trata de proibir cada pessoa de gastar o seu dinheiro com o que gosta e quer, e nem criticar quem faz isso. Eu já falei qual é o meu conceito de consumo consciente aqui.

Eu acredito que é importante entender que cada pessoa tem um conceito de caro e barato, de acordo não somente com o seu orçamento, mas com as suas prioridades e gostos pessoais. Eu já paguei mais de R$1.000,00 pra ver um show do Bon Jovi, mas não pagaria R$10 num show do Belo – e talvez não fosse nem de graça, porque eu não gosto das músicas dele e por isso, mesmo sendo MUITO mais barato, eu acho que não vale a pena.

Esse mesmo raciocínio deveria acontecer na hora que a gente compra uma roupa, então se uma blusa de R$1000 faz mais sentido pra mim que uma de R$100, ela vale a pena, e o preço pode não ser levado tanto em consideração assim… e o contrário também!

eu já ensinei aqui VÁRIAS vezes a calcular o custo benefício de uma roupa, e se você ainda não leu, clica aqui pra aprender a fazer essa continha simples que pode mudar a forma como você compra roupa! 🙂

Roupa de marca é sinônimo de qualidade?

Muita gente associa roupa de marca com qualidade, quando a realidade é que tem muita roupa boa e de qualidade em lojas de departamento e marcas menores custando muito menos, e o que é pior, roupa cara que não tem qualidade nenhuma – tirando a etiqueta da marca.

Essa pra mim é a grande questão do vídeo que pergunta quanto custa o outfit, e o que merece mais atenção: As pessoas (do vídeo e do resto do mundo) compram uma roupa de marca pela qualidade dela ou pelo status que ela pode trazer?

Quando eu argumento com uma cliente falando que uma peça mais cara vale mais a pena que uma mais barata, eu NUNCA vou citar a marca da roupa como um benefício, e sim o tecido, o caimento, a cor, o estilo, a modelagem e outras características da peça, e fazer ela entender porque deve pagar mais por uma peça, se vimos outra parecida mais barata. E do mesmo jeito eu faço quando vejo que a cliente pode comprar uma peça muito melhor numa loja de departamento, brechó ou numa loja desconhecida e menor, especialmente se a roupa ser de marca não for uma questão pra ela.

Foto no provador com a cliente, no dia de personal shopper, tirando foto da etiqueta das roupas que ela gostou, pra gente analisar o que ela vai comprar ou não, o que vale a pena ou não.

Quanto custa o outfit não é o mais importante

Como psicóloga e consultora de estilo, eu entendo que o valor da roupa não é a questão mais preocupante nesses vídeos e na sociedade em geral, e sim o motivo pelo qual as pessoas compram determinada peça de roupa.

Como psicóloga e consultora de estilo, o meu papel aqui é provocar, te fazer pensar porque você compra nas marcas que compra, porque paga o preço que paga nas roupas – e isso também serve pra quem prefere comprar grande quantidade de peças baratinhas pra ter variedade e aparecer cada dia com uma roupa diferente.

É preciso saber se essa necessidade realmente tem a ver com roupa, ou o único vazio que vai ser preenchido vai ser o do guarda-roupas.

 

 

Facebook Comments

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *