Autoestima

Não existe sororidade sem autoestima

Não existe sororidade sem autoestima

Uma das palavras mais faladas em 2018 foi “sororidade”, que é um movimento lindo que está crescendo bastante, e por isso eu decidi começar 2019 falando sobre praticar a sororidade com você mesma.

Sororidade é a união e aliança entre mulheres, baseado na empatia e companheirismo, em busca de alcançar objetivos em comum. E, assim como outros sentimentos como o amor, por exemplo, precisa começar com você mesma, porque a gente não pode dar pra ninguém o que a gente não tem na gente, né?

Juntas somos mais fortes

Imagina a sua melhor amiga chegando na sua casa e falando que não gosta do corpo dela e que não quer ir à festa (ou à praia) com você por estar se sentindo feia.

Provavelmente você vai elencar um monte de qualidades dela, e dizer que não tem problema ela ter uma barriguinha quando se tem pernas lindas, ou os seios dela, ou os cabelos, olhos, sorriso ou qualquer outra parte do corpo dela que você acha bonito e que ela não consegue perceber.

O mesmo aconteceria se ela tivesse feito alguma coisa que julgou errado. Ao ouvi-la desabafar, você pode falar do seu olhar sobre a situação, e provavelmente vai falar alguma coisa para aliviar a sensação de culpa ou de arrependimento, dizendo que sabe que ela teve boa intenção, ou que acreditava ser o melhor, ou que ela vai aprender com a situação e não errar de novo.

Esse olhar carinhoso que a gente tem com as pessoas que a gente ama e quer bem é muito comum, mas essa união está se ampliando para mulheres de outros grupos, para mulheres que não fazem parte do nosso grupo social, que a gente não conhece, mas reconhece como irmã. A sororidade seria o feminino de fraternidade, sendo a principal diferença a substituição de“frater” (irmão, em latim) por soror (irmã).

O feminismo tem feito as mulheres se unirem e a sororidade entra a partir do não julgamento entre as mulheres, criando um elo para que haja o fortalecimento  de TODAS: Não vale apoiar a amiga e criticar uma desconhecida nas redes sociais, tá?

Como praticar a sororidade

A ideia da sororidade é realmente criar uma rede de mulheres que se apoiam entre si, e esse apoio pode vir de várias formas. Você pode ajudar uma mulher simplesmente por não olhar atravessado pra ela pela forma como ela se veste, ou pelo seu corpo, por exemplo.

Por ser consultora de estilo eu atendo mulheres muito diferentes entre si, e cada uma está passando por coisas diferentes, que as deixam inseguras, seja por considerarem que não se vestem bem ou de forma adequada, ou por não se acharem bonitas o bastante. E receber um olhar acolhedor ao invés de um olhar julgador pode mudar o dia (ou até mesmo a vida) dessa mulher.

Por falar em olhar, vale a pena treinar o seu olhar pra saber reconhecer mulheres que precisam de ajuda. Seja por estarem passando por alguma ameaça ou caminhando sozinhas (você pode simplesmente caminhar ao lado dela, ou puxar assunto e irem juntas, como o aplicativo Vamos juntas sugere). Eu sempre faço isso, até porque, também me sinto mais segura quando estou andando na rua com alguém!

Você também pode indicar mulheres para vagas de emprego, se oferecer para ficar com o filho de uma amiga que precisa fazer uma prova importante e não tem com quem deixar a criança, ou indicar o trabalho de alguma mulher que você admira (como o meu, por exemplo!!).

A sororidade começa com a autoestima

Sabe porque a sororidade começa com a autoestima? Por que você precisa se amar e se aceitar para amar e aceitar outras pessoas – especialmente outra mulher, que sempre foi vista como uma inimiga ou uma concorrente.

Você precisa ter autoestima para não ter inveja, ciúmes ou se sentir ameaçada por uma mulher que você acha bonita, sexy ou com mais sucesso que você – seja qual forem esses seus conceitos.

É muito mais fácil apoiar alguém em dificuldade, ou que esteja sofrendo, que ficar feliz com a felicidade ou o sucesso alheio. Só tendo autoestima você é capaz de se sentir feliz ou querer a felicidade do outro.

Além disso, uma mulher forte pode apoiar muito mais mulheres, então, se quer praticar a sororidade, cuide da sua autoestima e da sua força. Olhe pra você com mais carinho e sinta empatia e auto-sororidade acima de tudo e antes de tudo. Veja os seus potenciais de mudança (ao invés de defeitos) e queira melhorar, mas sem deixar de reconhecer as suas qualidades, assim como faz com a sua amiga ou outra mulher qualquer.

Feliz 2019, mulher poderosa!

 

Facebook Comments

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *